| Add to Google | Favoritos | Newsletter | Enviar a um amigo | RSS
Canais
Links
Links Google


 
Artigos - Veículos Eléctricos Híbridos (VEH)

Veículos Eléctricos Híbridos (VEH)

Os Veículos Elétricos Híbridos integram duas fontes de energia num único veículo, combinando um veículo a combustão convencional com um veículo de motor elétrico. A bateria armazena a energia elétrica produzida pelo motor de combustão, fornecendo-a ao motor elétrico que a transforma em energia mecânica. O motor de combustão, que tem como fonte um reservatório de combustível, pode acionar o gerador que carregar a bateria ou acionar diretamente as rodas.

Este tipo de veículos combinam características positivas dos veículos com motores de combustão internas como a autonomia e a disponibilidade de potência, com características de motores elétricos como menor ruído, gestão da potência, menor consumos e reaproveitamento da energia.
     
Os veículos híbridos têm sido a aposta contínua dos fabricantes japoneses e tanto os europeus como os americanos não tinham modelos até bastante recentemente. A aposta tem sido no desenvolvimento das células de combustível e não em tecnologias híbridas.

Estamos a falar em termos de desenvolvimento, de algoritmos ou de motores inteligentes que saibam otimizar e tirar partido das duas fontes de combustível. Infelizmente a preocupação com a velocidade e a aceleração têm conduzido os novos modelos a serem cada vez mais rápidos e mais parecidos com os veículos tradicionais, traduzindo-se assim numa estagnação em termos dos valores de emissão e de consumo. A meta dos 2 a 3 L / 100 a par de emissões abaixo dos 100g/L deveriam já ter sido atingidos, mas continuamos a não ver estes valores a serem atingidos.

Comercialmente e do ponto de vista do consumidor privado, os híbridos têm ganho algum reconhecimento, dado a poupança no consumo de gasolina e gasóleo, já que os preços do gasóleo dispararam também. Salienta-se que as estrelas de Hollywood parecem ter acordado para as preocupações ambientais e em vez de Range Rovers, a atriz Cameron Diaz possui um modelo Toyota Prius (com o interior todo customizado!!!) e diz-se muito satisfeita com o veículo.

Para fecharmos o tema das veículos híbridos, é interessante referir os veículos pesados híbridos – a sua utilização no transporte de mercadorias poderia traduzir-se numa real redução de custos para as empresas de camionagem bem como ao nível dos transportes públicos (citadinos ou de longo alcance). O baixo preço do diesel a nível europeu, quando comparado com o da gasolina, levou a que os investimentos tenham sido feitos em veículos a diesel em detrimento dos híbridos. Neste momento está-se já a pagar caro esse erro.

Uma combinação bastante interessante (tanto em pesados como em veículos normais) são os híbridos a gás, já que a redução das emissões do gás em relação à gasolina/diesel são conhecidas e por outro lado o veículo híbrido ao utilizar a sua parte elétrica diminui ainda mais as emissões e o consumo.
     
Tipos
Existem essencialmente três tipos de Veículos Elétricos Híbridos:

Série: o motor a combustão aciona o gerador para gerar energia elétrica, e o gerador pode tanto carregar as baterias ou alimentar um motor elétrico que aciona as rodas.
Paralelo: a unidade de conversão e o motor elétrico estão ligados diretamente às rodas do veículo. Normalmente, o motor primário é usado e o elétrico fornece o extra em subidas, acelerações e outros períodos de maior necessidade.
Split: Existem também veículos que usam as duas configurações, sendo a primeira para condução na autoestrada (dado o baixo consumo e a maior eficiência do motor de combustão) e a segunda configuração para condução a baixas velocidades.
     
Tecnologia
   
Algumas das vantagens dos veículos híbridos tem como base as seguintes tecnologias:

Travagem regenerativa: ao travar o veículo ou em descidas, as rodas passam a fornecer energia ao motor elétrico, o qual funciona como um gerador fornecendo energia elétrica às baterias.
Paragem automática: quando o veículo está imobilizado ao ralenti, o motor desliga-se “consumo 0”, ligando-se automaticamente quando se aciona o acelerador ou engrena uma mudança. A economia de energia e tanto mais significativa quando efetua percursos citadinos.
Assistência à tração: no caso de maior necessidade de potência como numa ultrapassagem ou subida acentuada, o motor elétrico fornece a potência adicional. Em casos de funcionamento em regimes de baixa velocidade, o motor elétrico fornece toda a energia para movimentar o veículo, uma vez que os motores de combustão interna são menos eficientes nos baixos regimes.
     
Vantagens
   
- Economia de 30% a 50% no consumo de combustível.
- Redução na emissão de poluentes na atmosfera.
- Flexibilidade de usar combustíveis a base de petróleo ou alternativos.
- Redução do ruído
- Maior autonomia
     
   





Bookmark and Share | Voltar | Topo | Imprimir | Enviar a um amigo
PUB
:: Produzido por EE. Copyright © 2007-20012. Todos os direitos reservados ::
:: :: Editorial :: Sobre o EE ::
Última actualização 11/21/2014