| Add to Google | Favoritos | Newsletter | Enviar a um amigo | RSS
Canais
Links
Links Google


 
Artigos - Secadores

Secadores

- Isolar convenientemente as superfícies aquecidas e verificar regularmente o estado de conservação dos isolamentos, pois as suas propriedades vão-se degradando ao longo do tempo.

- Manter as paredes e a estrutura do secador em bom estado, por forma a evitar, quer as perdas térmicas para o exterior, quer as entradas de ar frio parasita; reparar pequenas aberturas, juntas e outros pontos cuja degradação seja mais provável.

- Remover, sempre que possível, por métodos mecânicos (prensagem, centrifugação, etc.), parte da água do produto, antes de secar com energia térmica, pois aquele tipo de processos apresenta normalmente um consumo (e um custo) específico de energia inferior; em alternativa, procurar efectuar uma pré-secagem com ar atmosférico.

- Evitar a secagem excessiva, respeitando sempre os limites impostos pela fase seguinte do processo; para esse efeito, deve-se controlar regularmente, o teor de humidade do material à saída do secador.

- Fixar temperaturas e tempos de secagem, de acordo com o teor de humidade do material.

- Regular os caudais de circulação de ar ou gases quentes, de forma a que à saída do secador, os mesmos apresentem o nível máximo de saturação de humidade; em alternativa, recircular para a entrada do secador, parte do ar/gases de exaustão, misturando-o com o ar novo, o que permite reduzir o consumo de energia primária do equipamento.

- Limpar frequentemente permutadores de aquecimento e todos os dispositivos de distribuição de ar/gases quentes (grelhas, difusores, etc.), para manter uma eficiência elevada.

- Dar preferência, sempre que possível, a sistemas de aquecimento directo do secador (gases de combustão), em detrimento do aquecimento indirecto (ar quente), pois o rendimento térmico deste último processo, é sempre inferior.

- Averiguar da disponibilidade de efluentes térmicos de baixa temperatura na instalação (por exemplo, ar de arrefecimento de compressores), que possam ser recuperados para o secador, reduzindo assim as suas necessidades energéticas.

- Instalar sistemas automáticos para controlo dos parâmetros de secagem, por forma a laborar permanentemente, nas condições de máxima eficiência.

 



Bookmark and Share | Voltar | Topo | Imprimir | Enviar a um amigo
PUB
:: Produzido por EE. Copyright © 2007-20012. Todos os direitos reservados ::
:: :: Editorial :: Sobre o EE ::
Última actualização 11/21/2014